sexta-feira, 15 de outubro de 2010

coimbra tem mais encanto na hora da "sua " despedida



razoes de força maior obrigam-me a reagir

Quando decorria um combate POLITICO, leal, mas duro, para as eleições da Federação Distrital do Partido Socialista, fui presenteado por artigo de opinião (D.C 8.10.10) escrito pelo Exmo. Senhor (ainda) Deputado ,Dr. Vítor Batista , utilizando o pseudónimo de Armanda Gavião, ilustre socialista deste Concelho, mas cuja provecta idade, cultura e senilidade, não lhe permitiriam escrever tais barbaridades.

Hesitei em dar o desprezo a tais palavras, até porque elas denotavam o desespero de quem previa a derrota, mas como continham ataques ao meu carácter não podia calar-me.

Não entendo a política com a arte de pagar favores, estou na política e no Partido Socialista por princípios, valores e convicções. Se pretendesse protagonismo não teria abandonado a Direcção do Hospital e não teria recusado os lugares que o Exmo. Senhor (ainda) Deputado me ofereceu, para que me calasse.

Nada devo ao referido (ainda) Deputado, nem na saúde nem na doença.

Não tenho dividas a pagar!!

Nem lhe devo o agradecimento pelo telefonema de melhoras que nunca fez!!

Gratidão por quem me quis fazer o funeral e eu ainda vivo? Seria para rir se não fosse tão macabro!!

A dignidade das pessoas mede-se pelas atitudes e pelos comportamentos e neste campo peço meças ao Senhor (ainda) Deputado.

Será que tenho que recordar as promessas de emprego em troca de votos, será que lhe tenho eu recordar os jantares na Praia, será que lhe tenho que recordar as calunias, mentiras e as ofensas feitas a camaradas seus , será que tenho que lhe recordar as atitudes antidemocráticas para com o seu partido, será que lhe tenho de recordar o que me disse de camaradas seus? será que lhe tenho de recordar o que de si dizem os seus apaniguados ?

Sobre o Hospital de Cantanhede não me obriguem a falar !!!

Porque tenho dignidade, disse no lugar próprio e no tempo certo, as razoes porque me desvinculava do projecto politico do Senhor (ainda) Deputado e do rumo que o Partido levava para Cantanhede: (Junho 2009)

“…E foram algumas dessas árvores, anquilosadas e carunchosas, que se consideram donas da floresta e donas do PS, que nem souberam respeitar o sofrimento e o diagnóstico reservado que tinha na altura, que tudo fizeram e alimentaram a minha saída.

Trataram-me como produto “disposable”

Pensam ser a árvore mais importante da floresta

Não se apercebem que o seu protagonismo é conjuntural

Querem transformar-se em centro de emprego ou plataforma para a CUNHA e com isso pensam ter as pessoas subjugadas e dependentes

Pensam que a idade é um posto

Ou pensam que os “novos fariseus” serão os novos donos….

…e porque não quero ser contaminado por essa espuma negra e suja que flutua neste PS, porque não quero conviver com este lixo tóxico, porque não quero fazer parte deste eucaliptal, que tudo pretende secar á sua volta, não contem comigo para fazer parte de nada onde essas pessoas estiverem”

Ser digno é na hora de tomar decisões, ser capaz de não atraiçoar a consciência e a honra e fazer o seu acto de contrição.

Felizmente acabou esse ciclo .. …aconteceu o que era previsível…. De derrota em derrota até á derrota final

Aos mortos nada se recusa… nada se esquece …mas tudo se perdoa

O Partido Socialista vive, em Coimbra, momentos de alegria e responsabilidade, todos somos pouco para reconstruir o partido e leva-lo de novo á senda das vitórias . A hora é todos nos unirmos em volta da equipa vencedora, mobilizarmo-nos para construir um PS ganhador

Em Cantanhede, como em todo o Distrito, renasce a esperança de voltarmos a construir um Partido Novo, credível , responsável e que dê voz aos militantes

Coimbra tem mesmo mais encanto na hora da sua despedida!!!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

saneamento... novo direito humano

"ACESSO À ÁGUA E SANEAMENTO NOVO DIREITO HUMANO
As Nações Unidas aprovaram resolução que considera o acesso a agua potável e saneamento um direito fundamental, do qual estão ainda privadas cerca de 884 milhoes de pessoas." "publico"
destes milhões,alguns milhares estão no CONCELHO DE CANTANHEDE

segunda-feira, 5 de julho de 2010

GUERRA NA CAPOEIRA



quando,na selva, lutam os elefantes quem se "lixa" é o capim



















quarta-feira, 5 de maio de 2010

DOAR É SALVAR



Dois anos e pouco depois do meu transplante, varias vezes tenho aqui referido a grande força, carinho e sacrifício da minha família e de muitos amigos, que tornaram menos penoso e sofredor o caminho entretanto percorrido. Muitas vezes aqui trouxe o agradecimento á grande dedicação e competência da equipa médica que na Corunha e nos HUC , vão tornando possível o sucesso desta complicada intervenção.

Quando aqui, recorrentemente, trago estas palavras, que vão tornando vitorioso este processo, não quero esquecer quem , em vida e duma maneira solidária permitiu que o seu pulmão me fosse doado.

Foi essa dádiva que me permite estar aqui convosco e por isso aqui deixo este tributo e um manifesto de gratidão e dizendo que só dando podemos receber e apelando a que todos de maneira solidária e fraterna possam dar ,sabendo que, com esse nobre acto, estamos a salvar uma vida .

sábado, 17 de abril de 2010

nasci e renasci


DATAS QUE NUNCA ESQUECEMOS
IMAGENS QUE NUNCA APAGAMOS


sou um felizardo...tenho duas datas para comemorar o meu nascimento:

Uma , quando uma mulher simples, humilde honesta , tenra e corajosa, no ano 53 , deu á luz este que aqui está

uma outra quando no dia 17 de Abril de 2008, nas Terras longínquas da Corunha, uma maravilhosa equipa cirúrgica me colocou um novo pulmão e me fez renascer, quando estava anunciado um fim precoce

quarta-feira, 31 de março de 2010

BULLYING


"Bullying é um termo de origem inglesa utilizado para descrever actos de violência física, psicológica ou social, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully) ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) "


Este termo tem , nos últimos tempos, feito parte do léxico do nosso quotidiano e com isso tomamos consciência duma realidade esquecida , escondida ou relativizada por todos . Foi preciso vir ao conhecimento publico dois ou três casos mediáticos para todos nos levantarmos contra um assunto que , conhecemos desde sempre e sempre desvalorizamos.É pois tempo de todos contribuirmos para a sua erradicação, protegendo as vitimas, mas fundamentalmente actuando sobre os agressores, denunciando-os e punindo-os

Mas se este fenómeno está centrado nas escolas e nos adolescentes , a verdade é que, temos assistido, nos últimos anos a um "BULLYING" sobre o nosso 1º Ministro, com uma agressão continuada e permanente que cobardemente, inconsistentemente e de maneira despudorada o tentam aniquilar.

A diferença é que os agressores encontram pela frente alguém estruturalmente forte que dificilmente se deixa abater

sexta-feira, 19 de março de 2010

DOAR UMA VIDA



Como transplantado noutro País só posso congratular-me com os numeros divulgados pela ASST. Caminhamos ,decididamente, para nos colocarmos no pelotão da frente da transplantação europeia.

São numeros encorajadores, até porque só há transplantes se houver órgãos para transplantar e não vale pena acenar permanentemente com a bandeira de que "lá fora é que é bom"...e eu sei bem do que falo!!


Acabados alguns "constrangimentos" (finalmente)vai iniciar-se em Coimbra a transplantação pulmonar....estarei na linha da frente, modestamente,a apoiar todos os que necessitem dum pulmão




Saúde: Número de dadores de órgãos de cadáver atingiu "valor recorde" em 2009

Lisboa, 18 mar (Lusa) - O número de dadores de órgãos de cadáver atingiu um valor recorde em 2009, com 31 dadores por milhão de habitantes, tendo havido um aumento em todos os transplantes, à exceção do hepático, que registou um decréscimo de 6,9 por cento.

Os números foram divulgados hoje pela Autoridade para os Serviços de Sangue e da Transplantação no Hospital de Santa Marta, em Lisboa, que realizou 11 transplantes pulmonares em 2009, contra quatro em 2008, um aumento de 250 por cento.


"Portugal é o segundo país do mundo a ultrapassar a barreira da colheita de 30 órgãos por milhão de habitantes", salientou o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro.